4.1.09

reveillon ou poética

my love
will turn
you on

sei que posso ser salsugem na margem de outro
ou rabugem em mim que isso lá é mentira de poeta
então estalo os dedos, por favor, anjo surdo
traga-me outra fumaça
dê-me outra maneira
de adivinhação, fúria e máscara
quem sabe pintura, esgrima
carruagem ou esquadro
ou tipo um tipo de tirar
palavras num amigo-secreto
quem perder primeiro o dadá-
me a roupa que me ganha
num estouro de borbulhante
de primeiro o ano beba, babe
na boca, mergulho no mar
feito um gargalo de garrafa se
abrindo o peito enquanto engulo
toda a sua vaga, enamorado.

7 comentários:

júlia disse...

todo dia é dia e tudo em nome do amor ah essa é a vida que eu quis procurando vaga uma hora aqui a outra ali no vai-e-vem dos teus quadris nadando contra a corrente só pra exercitar todo músculo que sente me dê de presente o teu bis

júlia disse...

meu sangue latinu u u
minha alma cativa a a

júlia disse...

dos sonhos eu sou o amor

ilana disse...

arràzzz

júlia disse...

ow pensei tanto em você hoje menina
até contei uma história sua pra alguém

AMOR

júlia disse...

"ele tem um outro alguém" hahahhaha

intonarumori disse...

e tudo mais jogo num verso

 

Free Blog Counter