2.6.06

"Há cronistas e compositores que pensam que o único dever do artista é bajular e badalar o gosto do público.São os defensores da música batizada de "gastronômica" por Umberto Eco: dar ao público o que ele já sabe e espera inconscientemente ver repetido. Respeitar o código para ser respeitado. Na verdade, essa é a melhor maneira de iludir o público e desrespeitá-lo."
augusto de campos, 1968.

2 comentários:

papel chama disse...

Continuo gostando muito do q vejo por aqui. Aliás, esses Campos são meus queridos...hahaha (será que é possível expressar amor a um intelectual sem isso parecer arrogancia?)
e tbm os dadaistas.

senhoritah disse...

contente de que você goste daqui. não acho que pareça arrogância não, é possível ter amor. o problema é justificá-los por amor. é bom deixá-los livres. enfim, fico contente. eu conheço pouco dos campos. já os dadaístas, adoro. volta aê. besos.

 

Free Blog Counter